11 de setembro de 2009

✿ Essas canetas não riscam



Sem motivos,mas não posso parar de lutar
Mesmo que o mundo inteiro peça para eu me aquietar
Absolutamente não fará nenhuma diferença
Esqueça suas lembranças jogadas no chão
Escritas com canetas que não riscam
Sua alma quer voar pelas folhas
Sorte que pode chegar e vou esperar
A vida vai dizer como tudo vai acontecer

Tem em alguns instante que trago comigo
Uma vontade constante de pular
Sem nenhuma razão já não posso me acalmar

Não posso mais dormir sem pensar e imaginar

Olhando os seus olhos e por trás
Desses olhos escuros um futuro imprevisível
O esquecimento quer tomar a minha cabeça
E me levar a solidão e não sei por onde ir

O tempo me trará forças para lutar
Os reais sentimentos não querem sair


Fran.R.M

0 percepções:

Postar um comentário

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...