21 de outubro de 2009

✿ Ninguém entende


Não entendo da vida
Nem de nada aqui ao redor
Só tentando escrever palavras que me façam melhor

A imaginação talvez chegue ao céu
Levante o coração e o cubra com um véu
É amanhã que a solução vai nos alcançar
Logo mais que vai nos encontrar

Não entendo de sonhos
A não ser os meus próprios
Mas sei que o sol vai renascer
O sol vai renascer

Aquele escondido riso você poderão ver
Ninguém sabe nada de mim
Por ter pouco tempo para dizer enfim
Acho que chegou a hora
De ir embora para minha rota
Porque aqui não se abrem portas

Não entendo aonde fui chegar
Apenas sei que vocês vão esperar
Eu realmente não tenho muito tempo
Meus úmidos cabelos querem ser secados
Pelo vento do meu carro rápido

Meu mundo dividido
Um sonho que não tem final
Aqui estou eu tentando entender
A cada sinal

Que pudesse dizer se poderei
Deitar minha cabeça no travesseiro em paz
Quando o mundo inteiro está dormindo
Lá estou eu de novo pensando
Como tornar meus sonhos reais
Nunca entenderei da vida cheia de sinais
Porque tudo anda de um jeito diferente
Viver aparentemente a entender


Fran.R.M

0 percepções:

Postar um comentário

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...