26 de dezembro de 2009

✿Costumo ser


Mesmo que cada hora passe mais acelerada
Tive que absorver as sensações
De furacões que passaram nessa vida
Porque se parece uma decida
Saibam que não é
Eu devo tentar mudar, mas sou assim

Coberta por tanta coisa sem enfim
A adolescência tem sido estável
Momentos de grandes mudanças de humor
Entre amar e odiar uma flor
Nunca em estado impecável
Entre estar tão confusa e ter certeza
Me achando como se fosse uma intrusa
Atravessando no mundo e aparecendo
Não é necessário estar escrevendo
Ser sentimental nem sempre é simples
Qualquer coisa que aconteça te faz cair
Qualquer ato de qualquer pessoa pode ferir
Mas pela manhã
Alguém vai me reconstruir
Esse alguém é Deus
Rezar e não me preocupar a toa

Digam o que dizerem não devo me machucar
E às vezes sem sentir nada
Sem ter o que dizer
Como levam os impactos?
Há se tornarem pequenos fatos

Tem sido assim
E sempre o clarão da luz
Vai brotar de qualquer cinza que restou
De qualquer mundinho que me reduz
De qualquer coisa que me preocupou
Passou e estarei bem
Costumo ser assim
Forte e fraca
Sentimental demais
E às vezes sem ter o que dizer


Fran.R.Machado

0 percepções:

Postar um comentário

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...