28 de maio de 2010

• Submete-se



Sob um dia tranquilo de frescor
Sei o quanto se submete o esplendor
A preencher qualquer espaço vazio
Esse é um drama em que me contagio

As sensações de confusão são todo o inicio
Para ficar perto de um precipício
Não na vida real e sim em um sonho
Amei ao espaço oco, o nada, assim me ponho

Paralisante, as minhas mãos imobilizadas
Hipnotizante, ao esperar na calçada
É o inacreditável,
Imensurável

Acordar da cegante confusão
Rumo à contagiante desilusão
São os tempos passageiros
Penso em guardar junto as flores, no canteiro

Aquele verso que não tem importância
Aonde explica a completa tolerância
Deixo que o esplendor dos dias se submeta
Que o que for seja o tempo tudo ajeita

Até os dias que querem ser confusos
Até esses versos intrusos
Fazendo-me e fazendo-te perceber
O que o tempo faz dissolver
---
Autoria: Franciéle.R.Machado

20 comentários:

  1. Muito lindo seus poemas.
    Apartir de hoje sempre irei vir aqui ler suas obras .
    Amei muiiiito (y)

    Como voce coloca a hora no seu blog? :0

    beeeeeijo ótimo fds : )

    ResponderExcluir
  2. Menina,qual a idade da sua alma?Eterna!
    As palavras se submetem a você,que as tendo nas mãos,as borda,tece e costura em tão belas tramas!
    Parabéns
    Abraços no coração

    ResponderExcluir
  3. oi querida
    adorei suas poesias
    muito legais mesmo
    parabéns!!!
    =]

    ResponderExcluir
  4. siga meu blog ai tbm e comente
    http://rodrigoceli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Parabéns gata
    vc é muito talentosa
    parabens pelo blog

    gostaria de saber se posso pegar
    uma de suas poesias e postar em meu blog??
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Muito bonito, gostei de tudo.
    É impresionante como vc usa a métrica e o sentimento com maestria.

    ResponderExcluir
  7. Linda poesia, Fran. Lindo coração!! Beijos, bom domingo ;)

    ResponderExcluir
  8. submeter-me atoda felicidade do mundo 0/

    ResponderExcluir
  9. :a eu quero saber como colocar essas carinha aqui no comente

    fran minha amada poeta, por que tanta beleza em forma de poema? onde consegue ir buscar tanta graciosidade em versos.

    ResponderExcluir
  10. Muito bom menina! Falando de amor...e do tempo...

    ResponderExcluir
  11. Belíssimos versos intrusos.
    Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Fraaaaaaaaaan :k
    Nem sei mais o que dizer para seus poemas..
    sempre tão lindos x.x
    Cada palavrinha que você escreve para que foi perfeita no lugar dela. Feitas sob medida. rsrs

    E pode deixar que não liguei para os comentários excluidos. rsrs :t

    É isso Fraan...
    tenha uma ótima semana!

    Beeeeijos ♥

    :d

    ResponderExcluir
  13. como comentar este poema?

    gostar é pouco


    um grande abraço

    ResponderExcluir
  14. Tenho um selinho pra voce no meu blog

    bjO miga

    ResponderExcluir
  15. adorei seu espaço e sua linda poesia...
    bela escolha.. bjos com carinho...:g
    :t

    ResponderExcluir
  16. " Mas não são os males que hão de ficar
    Meus dias sombrios vão amanhecer
    Semanas, uns meses, terei de esperar
    Pois sei que um dia feliz eu vou ser. "

    Esse poema me lembrou essa estrofe de um dos meus poemas... Lindo poema!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  17. usa de uma sutileza pra escrever. gostei muito!

    adorei o blog.
    Beijão

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...