6 de novembro de 2011

• A imprecisão do depois




Destinos não se escolhem
E esperanças se encolhem
Foram chuvas e demoras
Tudo ficou para última hora

O hoje não se julga
É uma coisa que se empurra
Face a face com memórias
Do que ficaria só em estória

Espero então pela chamada
Para sorrir no meu canto
Espero na insônia da madrugada
E nessa maturidade não deve ter pranto

Não se escolhe, nem se implora
Será talvez uma simples demora?
Ou não irá acontecer?
Quando ir de vez? Como saber?


---


Autoria: Franciéle R. Machado

11 comentários:

  1. linda essa fonte no fund opreto tava ruim de ler e tem um errinho de pportugues

    mas o texto naravilhoso

    ResponderExcluir
  2. ignora a parte do fundo preto huauhhauuorp

    erro no pc

    ResponderExcluir
  3. poxa amei este poema!!
    tem tudo a ver com as escolhas nossas de cada dia e a pergunta do como saber...
    bjus
    linda :)

    ResponderExcluir
  4. Que lindo poema Fran, cheio de sentimento... bem forte e expressivo como sempre seu poemas. Gosto muito. Parabéns!!
    Bjinhosss XD

    ResponderExcluir
  5. Oi Franciéle,

    Me diz não é uma benção dos céus, saber tornar palavras em beleza.
    Ah! Adoro, adorei tua escrita.
    Cheguei e vou ficar, se importa?..rs

    Bijo meu

    ResponderExcluir
  6. Boa noite amiga!
    Vê se você está conseguindo acessar meu blog sem problemas. Pois me parece que alguns não conseguem entrar e o navegador chrome acusa vírus. Por favor tenta e me avisa. Eu entro normal e não acusa nada, não uso esse navegador, só firefox e explorer. Se estiver acusando quando vc entrar me fala!!!!
    Um beijo XD

    ResponderExcluir
  7. A esperança... A nos perseguir e encorajar... Adorei teu blog!

    ResponderExcluir
  8. OI FRAN!
    TEU TEXTO É "TRI LEGAL", DEU PARA NOTAR DE ONDE SOU TAMBÉM NÉ?
    ACHEI LINDO E MUITO MADURO, APESAR DE TUA JUVENTUDE.
    EM MEU ENTENDER, É UM DESAFIO A MORTE.
    "QUANDO IR DE VEZ, COMO SABER?"
    MAS, ESCREVER POESIA É DAR AO OUTRO O PRAZER DA INTERPRETAÇÃO. E O QUE EU ACHO MARAVILHOSO E SURPREENDENTE É EXATAMENTE ISTO, SERMOS SURPREENDIDOS COM UMA IDEIA AS VEZES DIFERENTE DA QUE PRETENDÍAMOS, NÃO ACHAS?
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. O Blog "Pieces Of Me'
    chegou aos seus 400 seguidores,
    e tem o prazer de te prestigiar com
    um selinho lindo!!

    Beijos,
    e obrigada pela presença no meu cantinho..

    o selinho esta no link :http://momentosdapathy.blogspot.com/2011/11/400-seguidores.html

    ResponderExcluir
  10. O destino sempre nos preserva algo, a vida sempre se encaminha a algum caminho, por mais que tracemos a mudança de vento às vezes é inevitável, gostei bastante da expressividade e imagens dos teus versos, já te disse que escreves com um lirismo admirável e raro, muito boa poesia poetisa,

    um cordial abraço.

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...