3 de dezembro de 2011

• Coisa Saudosa/Canção Breves Certezas




Com o ruído da televisão
Eu projeto a minha distração
Carente por alguma compreensão
Assustei a todos querendo atenção

O vento que sopra saudade
A fumaça mais doce e pálida
Não é que sorrir seja fraude
Mas há alguma coisa cálida

Deu palpites meu destino louco
Consigo o que sonho aos poucos
Falo e que fique ao eco
Pois se torno a reclamar peco

E pude sentir a maldade
Nesse sol de toda realidade
Nessas oscilações penosas
Saudade de algo tenho, existe
Uma coisa saudosa

Sobre os ruídos da conversa
Da canção, da respiração
Do que é coisa inversa
Desse silêncio e do agito da palpitação

---

Autoria: Franciéle R.Machado


__________________________________________

Música " Breves Certezas"


Venho com novidades, agora estou no mundo musical também e estou com

alguns vídeos no youtube...e há um em especial que é de uma canção

criada por mim "Breves Certezas" que foi tocado no Cine Rock Itaqui. A Música e a Poesia juntas!

Obs: No início o microfone está baixo, mas depois melhora...



Breves Certezas
Letra, melodia e arranjo: Franciéle Machado
Solo e finalização: Juliano Cabral

A vida passa
E o comum já não tem graça
Não quero nada mais
E a gente faz pirraça
Achando que assim se acha a paz, a paz
Que depressa se desfaz em um choque de realidade

Perdi à tarde na solidão e ainda assim
Não gosto da multidão

E eu quero o silêncio das minhas ideias
E não chorar misérias por causa dos temporais passados
Então eu sinto o impacto de qualquer verdade
Isso é um confronto em pleno final de tarde

Eu acho que eu sou a solidão
Mais bonita
Eu acho, eu acho (2X)

(Solo)

Eu acho que eu sou a solidão
Mais bonita
Eu acho, eu acho (3X)


Espero que gostem ^^

8 comentários:

  1. Sou seu fã ^^ Beijos linda, me inspirou!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá, Franciéle!

    Como sempre, você nos surpreende com os seus belos poemas! E... "Coisa Saudosa" não foge à regra! Parabéns!
    Filosoficamente falando, eles sempre nos redirecionam para a oscilação natural do ser humano, o biorritmo da nossa alma que nos sacode fisicamente, para o... "crescei e multiplicai-vos" no presente, segundo os parâmetros dos seus passados, das suas raízes, origens e/ou momentos agregados.
    Daí, é que se dá a minha admiração pelo que você escreve e, se já não bastasse a sua capacidade de rimar, noto que à cada obra sua, faz uso do seu alto grau sensorial atemporal, para nos lembrar que: os patamares da escada da nossa vida, esse patamar presente, foi o nosso sonho(s) anterior(res) conseguido segundo a nossa realidade atual e a paz, tão desejada por nós, é a certeza de que estamos fazendo o nosso melhor, na paciente procura em transformar satisfatoriamente aqueles nossos sonhos numa realidade futura nos outros patamares que virão!

    A letra de "Breves certezas" tem tudo haver com o que falei acima e eu já tinha vaticinado que a banda Rosa Parks, tendo você como letrista das músicas, já por esse pormenor, era sucesso garantido, mas, não será só por isso, tenho a absoluta certeza disso! Bravos!!!!

    Não sei o que houve aqui, mas, nos vídeos do youtube eu escutei esse áudio com melhor qualidade e me parece, que o som dos instrumentos estão suplantando o vocal, eu acho!

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Que bacana Franciele... LEgal mesmo o som de vocês... e a letra muito boa também!

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga, adorei o poema, lindo demais.
    E sobre a novidade da música, tô sabendo e fico feliz por você. Desejo sucesso sempre!
    Bjinhoss XD

    ResponderExcluir
  5. Muito bom, você é uma artista completa, invista em uma carreira musical ou literária, é jovem, tem uma estrada bela pela frente.
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida

    " Das alturas orvalhem os céus,
    E as nuvens que chovam justiça,
    Que a terra se abra ao amor
    E germine o Deus Salvador"...

    Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
    Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
    Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

    "Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

    e então saberás que eu me feri e também me curei."

    Tagore

    ResponderExcluir
  7. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...