31 de março de 2014

• Contradição noturna


Engraçado a noite ser um veludo
Tão macia e contagiante
Mas em horas como um felpudo
Na reticência da amargura pulsante...

Autoria: Franciéle.R.Machado

12 comentários:

  1. Devo dizer-lhe que estes versos, por mais simples e curtos que sejam, apresentam significado tão intenso e profundo.

    ResponderExcluir
  2. Que bela obra, Fran! Escreveu tanto em poucas frases, gosto muito de suas obras, você é uma garota iluminada, mantenha essa chama e nunca abra mão desse talento!
    Grande abraço, sucesso, grato pela visita, deixei uma nova obra em meu blog!

    ResponderExcluir
  3. Olá, bela e inteligente poeta dos Pampas, Franciéle!!!!
    Bom dia!!!!
    Parabéns!!!! Com esses versos aqui ,você consegue pintar um quadro com uma dinâmica imagem mental, mais interessante do que as mais de mil palavras cativantes e/ou provocantes na pintura estática mais famosa do Leonardo Da Vinci!!!! BRAVOS!!!!
    Um abraço!!!!! ,

    ResponderExcluir
  4. Bah Guria.
    Quem disse que versos curtos não são significativos?
    Muito bonito e expressivo e combinou bem com a foto.

    Histórias, estórias e outras polêmicas

    ResponderExcluir
  5. Dei uma olhadinha geral, olha fiquei impressionado menina. Muito bom seus textos. Gostei.

    ResponderExcluir
  6. Curtos e intensos versos...a noite é mesmo assim...as vezes uma maciez que machuca...
    Obrigada pela vsita.

    ResponderExcluir
  7. Curtos e intensos versos...a noite é mesmo assim...as vezes uma maciez que machuca...
    Obrigada pela vsita.

    ResponderExcluir
  8. Bela poesia, meus parabéns. Sucesso.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Seu blog é encantador, estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes,mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu. Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário. Abraço fraterno.António.

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...