14 de agosto de 2009

✿ Sem aqueles receios de viver


Tão pouco para dizer

Tanta coisa a sentir, viver

A liberdade vem e chega

Me deixa perder todo o receio

Posso falar, olhar

Sem um olhar fechado e perdido

Sem lamentar sonhos parados

E sorrisos escondidos


E se for tudo passageiro

Com tempo determinado

Tudo pelo que espero

E estar sem receios

Os sorrisos sinceros e leais

Nos fazem resistir e não cair

Que para sempre exista um coração

Cheio de muita voz para gritar


Uma liberdade indeterminda

Que logo vai me encontrar

Aquelas coisas passadas

Estão a se acabar

Fran.R.M

0 percepções:

Postar um comentário

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...