15 de outubro de 2011

• Esse gosto agridoce



Estar perto assim é bom
Mas depois sinto aquele gosto
Suave e agridoce que é amar
Perto estar e depois se afastar

Não é e nem será desgosto
Mas o depois, não estamos juntos
Somos dois seres normais
E eu não sentindo coisas banais
Almas longe, não somos o mesmo conjunto

Ah,nessa cidade que não deixa
Como antes te achar
Pegarei o café doce pra tirar
Esse gosto de última impressão
A última é que você nem vai ligar
Parece estar para me agradar apenas!
Sem mais coisas!

Você me transmite um gosto
Agridoce
Ao qual quero sentir sempre
E não abandonar...
Isso seria amar?



Autoria: Franciéle R.Machado


-------------------------------------



Projeto Musical



Gostaria de fazer um convite para que conheçam meu > MYSPACE , um lugar onde postei duas músicas de minha autoria.Quem tiver interesse em conhecer.Em breve mais por lá! Isso faz parte do meu projeto musical do qual já falei por aqui...


Visitem, ajeitei lá com todo o carinho(Se alguém for, não espere uma grande cantora, postei mais pela música mesmo)



Abraços!

6 comentários:

  1. Maravilhoso o seu poema! Um doce! Bjs e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Uma poesia meiga e bem cativante, simples, mas completa, acima de tudo delicada.

    Grande abraço e sim eu vou visitar seu MySpace

    ResponderExcluir
  3. essa primeira estrofe é toda minha....

    ResponderExcluir
  4. ***blog wonderful, congratulations***
    I am following…
    -Visit my photos-
    www.top-graf.com
    Kisses

    ResponderExcluir
  5. Se isso é amar, vejo na sua forma de descrevê-lo uma das melhores que já li. Novamente um texto teu que envolve uma dualidade de sentimentos, marcado fundamentalmente pela dúvida de não saber a veracidade do que sente o eu-lírico e a pessoa de quem ele fala.
    É impressão minha ou percebo alguém apaixonada por aqui?
    Beijos,
    Caio.

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...