19 de janeiro de 2013

• Em doses certas


Esse amor é um dia de calmaria
Em que todos sonham sem hesitar
No ritmo das palavras meigas

Você é a cor da poesia
Que me desnorteia para me alegrar
Na minha alma se aconchega

Nem exageros e nem desesperos
Doses certas do amor para sentir
Na dose certa para me apaixonar

Eis que andamos em passos sinceros e inteiros
Na velocidade que chegamos a se refletir
E que nos deixa nos achar

Só se perder sem a previsão
Cartas remetidas e selo de coração
Nosso destino é esse imprevisto

Um amor dando a cor a escuridão
Desvia tempestades em formação
É sempre tempo bom, um vasto misto

---
Autoria: Franciéle R.Machado

16 comentários:

  1. Franciéle....
    Poema lindo. Doce e recheado de ternura.. notei algo que talvez, digo, talvez, você não tenha percebido.... São estrofes de 3 versos.... típicos de pessoas que sabem expressar seus sentimentos de forma mais tranquila....
    Lindo o poema.
    Beijos.....

    ResponderExcluir
  2. Peço perdão pois o comentário acima saiu com o endereço de meu blog erótico....
    Pode cancelá-lo se quiser... mas deixo o mesmo comentário.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem, o comentário acima ficou bem legal e seria uma pena tirá-lo.
      Visto que em meu blog não impeço nenhum outro blog de comentar já que ele é público e por mais que o conteúdo do outro blog não seja de meu interesse.Também a imagem não chega a ser algo altamente ofensivo. Abraços! Boa Tarde!

      Excluir
  3. Poxa, amor, fiquei comovido adorei cada verso e cada palavra, consigo sentir neste poemas coisas do dia a dia de nosso relacionamento, expressando tais mágicas sentimentais que sentimos e vivenciamos em cada um de nosso inumeros encontros, vejo nas suas doces palavras as mesmas coisas que sinto por você!!! Parabéns, Por esta linda poesia, e também pelos 10 meses de namoro que completamos hoje!!!

    ResponderExcluir
  4. Olá´, Franciéle!!!!

    Boa tarde!!!!

    Parabéns, pelo poema tão cativante!!!! Acho que estou vendo um pássaro-lira, em pleno ritual de acasalamento, quando procura convencer a sua talvez, futura amada!!!!

    O amor vence até o ódio, que é o maior dos venenos para o ser humano, deixando-o doente e mau!!!!
    Então, para a cura desse mal que não é mau em si, mas, causa desamor, temos o único antídoto, o amor!!!!
    É de fato, o remédio a ser usado, mas, deverá ser ministrado com dosagens na medida certa, para cada paciente, nisso você está certa, maestrina das palavras versejadas, a nos conduzir nessa onírica caminhada ritmada, desse seu poema de amor dosado, mas, triunfal!!!!

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia minha querida, vim avisar que te indiquei a um desafio da
    leitura em meu blog, gostaria muuuito muito mesmo que participasse!
    Um abraço. Aguardo anciosamente sua resposta.

    http://t-alvez-p-oeta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. lindo!
    Muito boa , parabéns, e continue com essa inspiração
    Att.
    Nei Vagner
    nei_amoroso@hotmail.com,

    ResponderExcluir
  7. Ah Fran que isso eu que lhe agradeço por ter me visitado e comentado em meu cantinho.. estou muuuito feliz mesmo por saber que você aceitou participar do desafio da leitura.. beijos e um grande abraço.

    ResponderExcluir
  8. É tão bom quando se encontra esse amor que nos completa em tudo e ao mesmo tempo nos deixa sem folêgo.

    Acho que não existe felicidade maior do que quando se encontra a alma gêmea, é mágico quando duas pessoas podem se tornar apenas uma...

    Enfim, adorei a poesia Fran!

    Desculpe a demora, não estava conseguindo comentar,
    mas já resolvi o problema... Bjos!

    ResponderExcluir
  9. As palavras casam em doses certas até mesmo amor e dor, se para quê, diz o compositor, não sei. Porém, da gelosia da janela da juventude podemos ver folhas, versos, vento, alegria, canção inspirando o coração, desviando a tensão de tempo em tempo...

    Abraçado, Fran!

    ResponderExcluir
  10. Poesia linda, cheia de sentimentos puros, sinceros... gostei muito!

    Beijos amiga :)

    ResponderExcluir
  11. Vengo del blog de Jeferson Diaz y me ha encantado tu Rincón; por lo cual, si no te importa, me gustaría ser seguidor de tan bello Espacio, que es el Tuyo.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  12. Linda obra, Fran!
    Elogiá-la está se tornando algo comum.
    Já disse e repito, suas obras são muito maduras, é um deleite visitar seu espaço!
    Grande abraço, sucesso e grato pela visita!

    ResponderExcluir
  13. Blog fantástico, é para mim um privilégio poder ler as suas palavras, de certo que mais vezes virei aqui, no entanto agora vim para encontrar novos amigos e ao mesmo tempo divulgar meu blog.
    Quero apresentar o Peregrino E Servo. Gostava que visse meu blog e desejar fazer parte dos meus amigos virtuais esteja à vontade, mas faça-o apenas se desejar.
    Muitas felicidades e saúde.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  14. Booom dia *--* que blog mais lindo! estou seguindo.. será que poderia retribuir? ficaria muito honorada!
    http://maybe-i-smiled.blogspot.com.br/
    http://dicionario-feminino.blogspot.com.br/
    Tenha uma ótima semana e fique com Deus!

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...