31 de agosto de 2015

• A desordem é tanta




A quanto tempo e não disse adeus
Deixei o pó chegar a surgir
Para esconder, o que viraram museus
Nesse lugar de sombras, permitir

A quantas horas já não venho 
Que tenho pena de tal silêncio a pousar
Agora chora e observa com empenho
Ao curso que vão os dias, com pesar

E nem dizer do rumo da percepção
Que hoje não canta, se cala e levanta
Espera um carinho de alguma inspiração
Ainda assim, o pó chega e a desordem é tanta!
---
Autoria: Franciéle R.Machado

8 comentários:

  1. Bom dia, Fran!!!! Olá, amigos googleanos, facebookeanos e... bloogueanos!!!! Ela voltou!!!! Nem precisava, mas mesmo asim, retorna mais letrada, rsrsrsrsrs, e sem dúvida, mais disposta a perturbar aquele paraíso de silêncio que se estabeleceu por aqui, e para isso, ela lança a primeira serpente vibradora, tão necessária para sacudir s nosss mentes, irmã daquelas anteriormente já usadas nesse espaço e as demais que se apresentarão por aqui!!!!
    Seja bem-vinda, linda poeta dos pampas, que a todos encanta com o vosso versejar!!!!
    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Franciélle!!!! Olá, amigos googleanos, facebookeanos e... bloogueanos!!!! Ela voltou!!!! Nem precisava, mas mesmo asim, retorna mais letrada, rsrsrsrsrs, e sem dúvida, mais disposta a perturbar aquele paraíso de silêncio que se estabeleceu por aqui, e para isso, ela lança a primeira serpente vibradora, tão necessária para sacudir s nosss mentes, irmã daquelas anteriormente já usadas nesse espaço e as demais que se apresentarão por aqui!!!!
    Seja bem-vinda, linda poeta dos pampas, que a todos encanta com o vosso versejar!!!!
    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Fran, claro que me lembro de ti e da falta de suas obras! Que bom que esteja de volta!
    Linda poesia, e o curso da vida é tão rápido, tantas palavras que deixamos de dizer e quantas ações deixamos de tomar...suas obras sempre escritas com maestria, inteligência e riqueza em sentimentos!
    Grande abraço, sucesso e grato pela visita!

    ResponderExcluir

  4. Seu blog é um encanto!

    Se puder dá uma passadinha no meu e segue também se gostar.

    Beijos
    Ani

    HTTP://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. OI FRANCIELE!
    QUE LEGAL!
    FICO ENCANTADA QUANDO VEJO UMA PESSOA JOVEM COMO TU E CORAJOSA LUTANDO PELO QUE GOSTA E MOSTRANDO O TALENTO QUE TENS.
    GOSTEI DEMAIS DE TE VER CANTANDO, ME LEMBROU A PITI QUE ACHO DEMAIS.
    TODA A SORTE DO MUNDO PARA TI E DESEJO TE VER, NUMA DESSAS, PODENDO MOSTRAR TEU TALENTO PARA TODO O BRASIL, SÓ PARA COMEÇAR.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente, minha vida está uma correria sem fim e por isso quero pedir desculpas aos amigos, pois estou sem tempo para postar e para os visitar os blogs que tanto estimo.
    Em breve entrarei voltando à normalidade.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
  7. A Verdade Em Poesia, está a tentar visitar a todos os seus seguidores,
    para deixar abraço amigo e agradecer por termos ficado juntos mais um ano,
    desejar também que este ano lhe traga muitas alegrias, e grandes vitórias.
    Atenciosamente. António.
    PS. tive de seguir outra vez porque estava sem foto, ou sem endereço.

    ResponderExcluir
  8. Voltei a blogar e aguardo visita dos amigos queridos.
    Um abraço!

    http://momentosbrancoepreto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe aqui algumas palavras sobre o que compreendeu, a sua percepção do que leu...